Os bombeiros confirmam que pelo menos sete pessoas morreram e outras 55 ficaram feridas no desabamento do teto da Igreja Apostólica Renascer em Cristo, no Cambuci, zona sul de São Paulo. A informação é do tenente Miguel Jordan. A operação de resgate prossegue com a participação de 75 bombeiros, sendo que 45 deles trabalham na parte interna do prédio.

Engenheiros e técnicos da Defesa Civil de São Paulo e da Subprefeitura da Sé estão fazendo vistorias neste momento em imóveis vizinhos à Igreja Renascer, na Avenida Lins de Vasconcelos, no Cambuci, na zona sul da capital, segundo informações da Defesa Civil.

No número 1.000 da avenida, o teto da igreja desabou totalmente por volta das 19 horas de domingo (18), deixando pelo menos 50 feridos e um morto. De acordo com a Defesa civil, ainda não há informações se algum dos imóveis analisados foi interditado. Segundo a assessoria da Igreja Renascer, o imóvel que sofreu o acidente passou por uma reforma completa há cerca de quatro anos. No ano passado foram feitos trabalhos de pintura e pequenas restaurações.

Interdição

Por medida de segurança, a Defesa Civil interditou três prédios vizinhos ao da Igreja Apostólica Renascer. Os prédios estariam sendo utilizados como apoio pela própria Igreja.

De acordo com um técnico que não quis se identificar, uma parede da igreja envergou e formou uma “barriga”. Por isso, seis casas de uma vila que fica nos fundos da igreja também tiveram que ser evacuadas.