A sessão do Supremo Tribunal Federal em que está sendo decidida a aceitação ou não do pedido do Ministério Público para a abertura de ação penal contra 40 pessoas envolvidas no esquema do mensalão foi suspensa e será retomada amanhã, às 10 horas. No segundo dia do julgamento, três dos dez ministros do STF aceitaram pedido de abertura de processo penal contra os dirigentes do Banco Rural, por suposto crime de gestão fraudulenta.

O ministro relator do caso, Joaquim Barbosa, aceitou argumentos do Ministério Público Federal contra José Roberto Salgado (vice-presidente do banco), Kátia Rabello (dona do banco) e Vinícius Samarane (diretor). Os ministros César Peluzo e Marco Aurélio Mello votaram com o relator. Os demais ministros votam amanhã. Joaquim Barbosa está apresentando seu relatório em partes.