Os servidores administrativos da Polícia Federal iniciaram uma greve de calendário de 72 horas em todo o País para reivindicar a reestruturação dos planos especiais dos cargos prometida pelo governo. O Sindicato Nacional do Plano Especial de Cargos da Polícia Federal (Sinpec/PF) estima que 3.100 funcionários de todo o Brasil devem cruzar os braços. O movimento começou hoje e deve terminar na quinta-feira.

A paralisação já prejudica a emissão de passaportes no Aeroporto Internacional de Brasília. De acordo com a diretora de Assistência Social do sindicato, Pauleana Martins, os passageiros encontram longas filas no saguão da Polícia Federal no aeroporto.

Outros serviços como a logística dos jogos Pan Americanos, a movimentação de inquéritos, cadastro de porte de armas e controle de produtos químicos também estão suspensos até quinta-feira. Segundo Pauleana, apenas a entrega de passaportes está sendo feita neste momento.

O sindicato realiza esta paralisação pois o governo excluiu os servidores administrativos da PF do acordo que garantiu o reajuste salarial aos agentes e delegados.