Em palestra dada em Florianópolis (SC), o senador paranaense Oriovisto Guimarães (Podemos) disse que espera que a população colabore para pressionar na votação de pautas com o foro privilegiado, que dá ao parlamentar a “oportunidade” de ser julgado pelo Supremo Tribunal Federal.

“Vocês fariam um bem enorme para esse país se vocês pressionassem o presidente da Câmara dos Deputados, o deputado Rodrigo Maia, para que ele colocasse em votação o fim do foro privilegiado”, disse em evento da XP Investimentos.

+ Leia mais: Fraudes em urnas eletrônicas no Brasil? Polícia Federal investiga

A estratégia de Oriovisto é que o STF perca a importância para o Congresso. Assim, os “mais de cem corruptos” do Congresso, nas palavras do senador, serão julgados em primeira instância. “No outro dia [em que o fim do foro for aprovado], o STF não terá mais importância para o Congresso. Daí nós podemos fazer CPI da Lava Toga, aí nós podemos fazer o impeachment do Gilmar Mendes”, disse.

“Hoje todos os corruptos do Congresso têm processo no Supremo e o Supremo não julga. É assim: ‘Você segura aí o meu processo que eu seguro aqui o teu impeachment’. Corta esse foro privilegiado e o Brasil muda. E muda porque nós vamos nos livrar dos corruptos do Congresso, muda porque nós vamos nos livrar do Gilmar Mendes no STF”, concluiu.