São Paulo – Menos de 48 horas depois de serem despejados do terreno da Volkswagen, os sem-teto enfrentaram ontem nova reintegração de posse. O mandado, expedido pela 2.ª Vara Cível de São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo, obrigava as cerca de 400 pessoas acampadas no Paço Municipal a deixarem a área. Uma suposta ameaça de bomba também fez com que a Câmara Municipal fechasse mais cedo. Nenhum explosivo foi achado. No começo da tarde, o número de sem-teto na praça em frente da Prefeitura era maior que o do dia anterior, quando cerca de cem pessoas, depois de serem despejadas do terreno da Volks ocupado no dia 19, foram em passeata, para o paço. Como não houve negociação, os sem-teto decidiram ficar no local. O oficial de Justiça que trazia o mandado de reintegração de posse chegou por volta de 17h.