O presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), embaixador Ronaldo Sardenberg, disse nesta segunda-feira (5) que a Anatel deve, daqui para a frente, dar maior ênfase à questão social, propiciando uma melhora na qualidade dos serviços de telecomunicações. Ele também cobrou das empresas uma atitude pró-ativa para reduzir o número de reclamações.

"É preciso encontrar uma solução e espero que as empresas tomem isso como uma oportunidade de marketing, de consolidação de imagem e de oportunidade de melhorar a tecnologia", afirmou. Segundo ele, as reclamações em relação aos serviços prestados pela empresas do setor, entre elas as de telefonia fixa e móvel, vêm de toda a sociedade. "A família, os amigos, os colegas reclamam…", observou Sardenberg, após a cerimônia de comemoração dos 10 anos de criação da Anatel.

O presidente da agência afirmou que é importante que as empresas facilitem o acesso dos clientes aos seus call centers, que são as centrais telefônicas que atendem ao consumidor para resolver problemas relativos à prestação dos serviços. "Quero respeito aos consumidores. Quero que as empresas tomem a iniciativa nisso e que a gente não precise ficar explicando o que elas devem fazer", cobrou.