São Paulo – A polícia mais violenta do Brasil, que mata 3,2 pessoas por dia, é a do Rio de Janeiro, conforme mostrou ontem, em São Paulo, o “Relatório anual do Centro de Justiça Global” de 2003, da organização não-governamental de defesa dos direitos humanos Justiça Global. Não muito atrás, os policiais de São Paulo matam em média 2,37 pessoas diariamente. “A violência vem aumentando em ritmo alucinante”, constata o Relatório. Na apresentação do Relatório, a diretora da Justiça Global, Sandra Carvalho, citou os números do crescimento da violência no Rio. No ano passado foram assassinadas 1.195 pessoas pela polícia, um aumento de 20% em relação aos 900 mortos de 2002. A escalada da violência policial fica clara com os números: 592 mortos em 2001, 441 em 2000 e 289 em 1999.