Brasília – O presidente licenciado do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse nesta terça-feira (6) que sua prioridade é voltar ao trabalho e provar sua inocência nos processos que responde no Conselho de Ética da Casa.

"Cada dia com sua agonia. Minha prioridade é trabalhar e comprovar minha inocência, e não vejo dificuldade para que isso aconteça. O importante é somar forças para que o Senado se conscientize da necessidade de ter isso também como uma coisa fundamental para a Casa", disse.

Calheiros informou que está trabalhando em sua defesa no Conselho de Ética. "Estou colhendo material para isso", disse.

Ele responde a três processos por quebra de decoro parlamentar, sendo que um deles ainda aguarda relator.

O senador voltou ontem (5) ao Senado de uma licença médica de 10 dias pedida logo depois que entrou de licença do cargo de presidente do Senado por 45 dias.

Questionado sobre articulações de seu partido para buscar um nome para sucedê-lo na presidência da Casa, ele respondeu que não está se envolvendo nessa discussão. "Não tenho nada a ver com essa discussão. Essa discussão acontece paralelamente. E como retas paralelas nunca se encontram…".