O estado de saúde do cantor Jamelão, presidente de honra da Mangueira e baluarte da escola de samba, é considerado "estável" pelos médicos da Santa Casa de Misericórdia, no Rio de janeiro, onde o artista foi internado na terça-feira. "Ele chegou muito desidratado, não se alimentava direito em casa, o que agravou a diabetes. Agora ele está hidratado, acordado. Seu estado é considerado estável", afirmou o médico Nilton Arantes. Ainda não há previsão de alta.

Segundo ele, Jamelão não precisou de respirador artificial, mas continua sendo alimentado por sonda e passou nesta quinta-feira (1/11) por um ecocardiograma. Em nota, a Mangueira informou que o presidente da escola, Percival Pires, tem acompanhado o tratamento do cantor, de 94 anos, e custeado as despesas médicas, além de remédios, fraldas, cama e cadeiras especiais, conforme o texto distribuído à imprensa.