Diante das pesquisas qualitativas do PSDB, mostrando que o eleitorado aprova a tática dos ataques ao PT no horário eleitoral no rádio e na televisão, o comando da campanha presidencial do senador José Serra (PSDB) projeta um cenário otimista de segundo turno garantido nas pesquisas da semana que vem. ?Vamos reduzir a diferença entre Serra e Lula em cinco pontos percentuais?, previu o presidente nacional do PSDB, deputado José Aníbal (SP), em conversa com a cúpula tucana. No mesmo encontro, o cientista político Antonio Lavareda projetou Serra com 24% das intenções de voto em 6 de outubro.

Mas não é só a perspectiva de queda do petista Luiz Inácio Lula da Silva nas pesquisas de intenção de voto que alegra os tucanos. Os estrategistas da campanha comemoram, sobretudo, o fato de Ciro Gomes (PPS) e Anthony Garotinho (PSB) terem encampado a tática dos ataques a Lula e ao PT. Avaliam que isto demonstra a disposição de ambos de se manterem no jogo sucessório, afastando, por hora, o fantasma da renúncia que podia dar vitória a Lula no primeiro turno.