Apontado como sendo comparsa do porteiro Jadson José dos Santos, de 32 anos, que confessou ter assassinado, em julho, a arquiteta Jamile de Castro Nascimento, de 24 anos, e jogado o cadáver na caixa de distribuição de esgoto do prédio em que trabalhava na Vila Mariana, foi preso nesta quarta-feira, na zona sul da capital, Cleberson Cleiton Ramos Restini, de 20 anos.

Ambos teriam estuprado juntos uma mulher, no mês de janeiro, em Santos. A delegada da 1º Delegada de Defesa da Mulher, que apresentou Cleberson à imprensa, não confirma que ele tenha ajudado Jadson a assassinar Jamile.

Mas a dupla pode ter cometido outros crimes, uma vez que cinco mulheres já reconheceram o porteiro quer por seqüestro relâmpago assalto, agressão quer por estupro. Mesmo não participando do assassinato, não está descartada a possibilidade de que juntos tenha tirado proveito dos cartões de crédito, documentos e veículo roubados da vítima.