Ponta Porã – Paciência aos assentados foi o que pediu ontem o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na primeira visita a um assentamento de sem-terra, em Ponta Porã (MT), desde que tomou posse. Lula declarou que cumprirá todas as promessas que fez durante a campanha eleitoral. “Temos apenas dois meses e 20 e poucos dias, mas vamos fazer muito pela agricultura. É só ter paciência, esperar e acreditar, pois cada vírgula será cumprida”, disse para uma platéia de cerca de 5 mil assentados do projeto de reforma agrária da Fazenda Itamarati -uma propriedade que pertencia ao empresário Olacir de Moraes e onde assistiu ontem, ao início da colheita de milho. O presidente voltou a repetir, como fez anteontem, em Campo Grande, que não competirá com governos anteriores o número de assentamentos de sem-terra que promoverá. Lula admitiu que a atual administração poderá ter um índice menor na quantidade de assentados do que em gestões anteriores, mas que serão melhores. “Se formos disputar, já perdemos a batalha. Queremos qualidade e não quantidade”, disse. No governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, era o PT que cobrava o aumento da porção de assentamentos e assentados.