O presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Milton Zuanazzi, informou que "existe sim a probabilidade" de elevação dos preços como decorrência da reestruturação da malha aérea porque vai imperar uma lei de mercado. Ele disse que na quinta e sexta-feira, a diretoria do órgão pretende se reunir com os dirigentes das empresas aéreas para começar a discutir a reorganização da malha aérea atendendo à resolução do Conselho de Aviação Civil (Conac).

"Temos 60 dias para isso, mas esperamos tomar estas decisões em menos tempo", afirmou. O presidente da Anac atribuiu algumas dificuldades de fiscalização do setor aéreo por parte da agência reguladora ao fato de não existir no Brasil uma legislação moderna para o setor. "Tenho defendido a necessidade de uma lei geral de aviação civil para contornarmos algumas situações em relação às empresas", disse.