Belém – O prefeito de Unaí (MG), José Braz da Silva, dono da fazenda Boa Esperança, em Canaã dos Carajás (PA), foi condenado a pagar indenização de R$ 280 mil por manter na propriedade dez trabalhadores em condição análoga à escravidão. A juíza Tereza Cristina de Almeida Cavalcante Aranha, da Vara do Trabalho de Parauapebas (PA), determinou ainda a quebra dos sigilos bancário e fiscal do prefeito, o bloqueio do valor da multa e a indisponibilidade de bens.