O investigador da Polícia Civil Marcos Bonilha Bravo, de 45 anos, foi morto ontem à noite com um tiro na boca durante tentativa de assalto a uma padaria, na zona norte de Sorocaba (SP). Ele tentou impedir o roubo e foi baleado, mas conseguiu atingir o assaltante, que também morreu. De acordo com a Polícia Civil, o policial passou pela padaria, no Jardim das Flores, quando seguia para assumir o plantão na delegacia onde trabalhava.

O ladrão invadiu o local armado com uma pistola e anunciou o assalto. Bravo sacou a pistola e disse que era policial. Houve troca de tiros dentro da padaria. O corpo de Bravo foi sepultado hoje na cidade do interior paulista. O ladrão, com idade entre 20 e 25 anos, não tinha sido identificado até a tarde de hoje.