Rio (AE) – A quadra esportiva que foi uma base de operações do Exército durante a ocupação do Morro da Providência, no centro do Rio, seria usada pela quadrilha do traficante Evanilson Marques da Silva, o Dão, para celebrar seu aniversário. O espaço chegou a ser decorado com balões vermelhos (da facção criminosa Comando Vermelho) e brancos. Seria uma festa de arromba para o chefão da favela. Foi frustrada pelas polícias civil e militar, que fizeram operações no local segunda-feira e ontem. Houve tiroteio, mas ninguém se feriu.

Uma equipe da 4.ª Delegacia Policial, com 15 agentes, e também 70 policiais militares de diversas unidades e também do Batalhão de Operações Especiais (Bope) subiram a Providência, em direção ao local da festa. Ao chegarem lá, por volta das 22h30, encontraram cerca de 300 pessoas que esperavam pela comemoração.

Segundo o comandante do 5.º Batalhão da PM, tenente-coronel Roberto Rocha Barros, que estava à frente da operação, havia entre eles pessoas armadas, integrantes do grupo de Dão que empunhavam fuzis. Os bandidos rapidamente se esconderam em becos próximos. Não foram efetuadas prisões.