A Delegacia de Polícia Federal em Uberaba (MG), com o apoio da 1ª Promotoria de Combate ao Crime Organizado da cidade, deflagrou nesta manhã a Operação Muro de Fogo, para prender integrantes de uma quadrilha que atua pela internet, com bases em Uberaba, Goiânia (GO) e São Joaquim da Barra (SP). A operação conta com a participação de 250 policiais federais que cumprem cerca 50 mandados de prisão e 51 de busca e apreensão nas três cidades.

O grupo, com atuação nacional, conseguia números de contas bancárias e senhas para as transações não autorizadas, lesando correntistas e diversas instituições financeiras. Os criminosos utilizavam programas que são disseminados por e-mail aos usuários e, quando instalados nos equipamentos, monitoravam as máquinas capturando os dados. Posteriormente, o dinheiro era transferido para contas de laranjas, pessoas que emprestaram a conta bancária para receber as transferências fraudulentas. Na operação também estão sendo detidos os hackers, pessoas que desenvolveram ou utilizaram os programas espiões.

Estima-se que o grupo seja responsável pelo furto de mais de R$ 1 milhão por mês entre saques em caixa eletrônico, pagamentos de boletos e saques na boca do caixa. O nome da operação é uma tradução da palavra firewall, software que protege os computadores contra invasões externas.