A Polícia e o Ministério Público federais realizam, na manhã desta quarta-feira (31), a operação Pucumã, com o objetivo de combater as fraudes na previdência social nos Estados de Pernambuco, Bahia, Sergipe, Alagoas e Paraíba. Segundo a PF, devem ser cumpridos 42 mandados de prisão preventiva e 30 de busca e apreensão. As fraudes atingem principalmente as aposentadorias, pensões e também empréstimos consignados.

A quadrilha, de acordo com a PF, agia havia 15 anos e causaram um prejuízo de mais de R$ 10 milhões. Só entre maio deste ano até hoje, a estimativa é de prejuízo de R$ 2,5 milhões.