Uma denúncia anônima levou policiais da Força Tática do 29º Batalhão a desmantelar, na noite de ontem, uma quadrilha de estelionatários que agia na região de São Miguel Paulista, na zona leste da capital paulista.

Nove pessoas, entre elas uma mulher, foram detidas numa casa localizada no Parque Paulistano, usada como uma central de falsificação e distribuição de documentos. O esquema era chefiado por Quirino José dos Santos, de 41 anos, dono do imóvel que tinha à sua disposição duas linhas telefônicas clandestinas que foram ligadas, segundo o acusado, por um funcionário da Telefônica, que recebeu uma caixinha para realizar o serviço.

As linhas, que recebiam e faziam chamadas, era usadas na comunicação com detentos de várias regiões do Estado. Levado para o 22º Distrito Policial, de São Miguel, Quirino foi indiciado por estelionato e receptação dolosa; os demais afirmaram ao delegado que era clientes de Quirino e acabaram entrando no boletim de ocorrência apenas como testemunhas, mas serão investigados do mesmo modo.