Várias pessoas foram ouvidas durante o dia de hoje pela polícia em uma tentativa de descobrir as circunstâncias da morte de uma mulher dentro do Parque de Material Aeronáutico de Recife, na madrugada do domingo.Segundo informações da assessoria de imprensa da Força Aérea Brasileira (FAB), Monique Valéria de Miranda Costa estava com outras duas mulheres em um quarto no hotel de trânsito dos oficiais. Elas teriam sido levadas para o local por três soldados que estavam em serviço.

O caso foi descoberto por volta das 2h, quando um sargento fazia ronda pelos postos de serviço do parque e descobriu que os três soldados não estavam onde deveriam. Quando encontrou os rapazes, deu voz de prisão por abandono de posto de serviço, considerado crime militar. Os soldados contaram estavam retornando ao Parque do hospital para o qual haviam levado a mulher baleada.

Segundo a FAB, as mulheres teriam bebido no quarto, mas a autoria do disparo está sendo investigada. O local em que elas estavam foi lacrado para realização de perícia técnica pela Polícia Federal (PF).A FAB quer apurar como foi possível a entrada das mulheres no Parque de Material. O disparo e a morte de Monique serão investigados pela Polícia Civil.