Brasília

  – Os números das pesquisas Datafolha e Vox Populi divulgados neste final de semana frustraram as expectativas do comando da campanha do candidato da Grande Aliança PSDB-PMDB, José Serra. Os estrategistas e assessores do tucano esperavam uma diferença ainda grande entre ele e o petista Luiz Inácio Lula da Silva, mas não na proporção apurada pelos dois institutos. O Datafolha registrou 58% de intenções de voto para Lula e 32% para Serra, uma diferença de 26 pontos porcentuais, maior do que a que os separava no primeiro turno. O Vox Populi encontrou números parecidos, só que um pouco maiores: 60% para Lula e 30% para Serra.

O comando tucano não admitirá, em público, que não alimenta ilusões sérias para superar Lula, sobretudo num quadro em que a crise econômica se acentua e obriga o governo a adotar medidas impopulares, que tendem a paralisar a economia, aumentar o desemprego e construir um final de ano com poucas festas. Além disso, Serra não conseguiu ampliar solidamente suas alianças para enfrentar o entusiasmo da militância petista e a onda vermelha a favor de Lula que atinge praticamente todas as camadas da sociedade. Existem dissidências significativas no PMDB e má vontade no próprio meio tucano. A Serra restarão as duas semanas de campanha na TV e os deslocamentos pelo País.

Debates

O Datafolha mostra que a grande maioria dos eleitores (74%) considera muito importante a realização de debates, incluindo eleitores de Lula (73%). Uma parcela ( 30%) de eleitores pode mudar sua intenção de voto atual em decorrência do desempenho dos candidatos nos debates. Entre eleitores de Lula esta proporção é de 24%, entre os de Serra é de 32%.