O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, admitiu nesta segunda-feira (23) que a greve dos petroleiros preocupa o governo, mas deixou claro que a manifestação não está afetando o abastecimento de combustíveis. “Uma greve como esta é sempre preocupante. Mas a Petrobras está negociando com todos”, disse Lobão, acrescentando que “não há nenhum problema no abastecimento de combustíveis”.

O movimento de greve dos petroleiros teve início no final de semana, mas a maioria paralisou as atividades a partir da zero hora de hoje em todo o País, segundo informações da Federação Única dos Petroleiros (FUP).

Opep

Lobão disse também que o Brasil foi oficialmente convidado, na semana passada, a fazer parte da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep). “O convite foi feito pelo microfone, durante o evento da organização em Viena”, disse Lobão à Agência Estado, após gravar entrevista para a TV Senado.

O ministro disse que o Brasil vai estudar se aceita ou não a proposta, mas deixou claro que o País só deverá ingressar no cartel quando se tornar efetivamente exportador de petróleo. “Antes disso, é cedo”, disse.

Pré-sal

Durante a entrevista gravada para a TV Senado, Lobão disse ainda que a crise econômica não deverá afastar investidores da futura exploração e produção da camada pré-sal. “As petroleiras estão todas interessadas no pré-sal”, disse.