O papa Francisco fez nesta segunda-feira discurso em português, no Palácio Guanabara, e se esforçou para passar uma mensagem que usasse referências culturais brasileiras. “O motivo principal da minha presença no Brasil, como é sabido, transcende as suas fronteiras. Vim para a Jornada Mundial da Juventude (JMJ). Vim para encontrar os jovens que vieram de todo o mundo, atraídos pelos braços abertos do Cristo Redentor. Eles querem agasalhar-se no Seu abraço para, junto de Seu coração, ouvir de novo o Seu potente e claro chamado: ‘Ide e fazei discípulos entre todas as nações'”, afirmou.

Ele afirmou que Deus quis, “na sua amorosa providência”, que a primeira viagem internacional do pontificado fosse à América Latina, mais precisamente ao Brasil, “nação que se gloria de seus sólidos laços com a Sé Apostólica e dos profundos sentimentos de fé e amizade que sempre a uniram de modo singular ao Sucessor de Pedro”. “Dou graças a Deus pela sua benignidade”, disse, no primeiro discurso após a chegada ao Rio.