enkontra.com
Fechar busca

Brasil

Operário atingido por vergalhão na cabeça deixa CTI

Leite teve a cabeça atravessada e mesmo assim não terá sequelas

O operário Eduardo Leite, 24, que teve o crânio atravessado por um vergalhão em um acidente de trabalho, deixou hoje o CTI (Centro de Terapia Intensiva) do Hospital Municipal Miguel Couto, na zona sul do Rio. O acidente aconteceu na semana passada.

Leite foi transferido para um quarto normal e continua se recuperando. Ele teve a cabeça atravessada por uma vergalhão da grossura de um dedo polegar, mas, segundo os médicos, o acidente não ocasionou sequelas.

O operário relatou que trabalhava num prédio em construção quando o vergalhão, de cerca de três metros, caiu do quarto andar. Fiscais do Crea-RJ (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia) que fizeram uma vistoria ontem na obra constataram que a peça não estava bem amarrada quando foi içada.

A barra de ferro entrou pela parte posterior do crânio do operário e saiu entre os olhos. Ele permaneceu consciente após o impacto e foi operado no Hospital Municipal Getúlio Vargas para a retirada do vergalhão, numa cirurgia de cerca de três horas. Houve ainda reconstituição da base do crânio furada pela barra.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas