A partir da próxima segunda-feira, o teleférico do Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro, passará a funcionar apenas das 7h às 12h. Desde que foi inaugurado, na semana passada, o sistema funcionava de segunda a sexta-feira, das 9h às 11h e das 14h às 16h.

O funcionamento de 5 horas ininterruptas, segundo a Supervia, empresa responsável pela administração do teleférico, vai atender a grande demanda de trabalhadores da comunidade no horário de saída para o trabalho.

O teleférico está integrado ao sistema de transporte ferroviário e tem seis estações – Bonsucesso, Adeus, Baiana, Alemão, Itararé/Alvorada e Palmeiras. A viagem da primeira estação à última tem duração de 16 minutos.

No primeiro mês de operação, os passageiros não precisam pagar para andar no teleférico. Na segunda fase do projeto, também com duração de 30 dias, o transporte continuará a ser gratuito. Após esse prazo, a tarifa passa a ser paga. Cada morador do complexo – devidamente cadastrado pela RioCard – terá direito a duas passagens gratuitas diárias (uma de ida e outra de volta). A passagem custará R$ 1,00.

A partir de novembro, o teleférico passa a operar de forma plena, de segunda a sexta-feira, das 6h às 21h; sábado, das 8h às 20h; domingos e feriados, das 9h às 15h. A tarifa de integração trem/teleférico custará R$ 2,80 e o bilhete para turistas, com direito a embarcar e desembarcar em todas as estações, custará R$ 10,00.