Uma polêmica tomou conta das redes sociais após o trágico acidente, que vitimou mais de 70 pessoas no voo que levava a delegação da Chapecoense para Medellín, onde enfrentaria o Atlético Nacional na final da Copa Sul-Americana. A Netshoes, loja online especializada em produtos esportivos, foi acusada de aumentar o preço da camisa do clube catarinense.

Após muitas críticas, a empresa negou qualquer mudança no preço do produto, justificando que a alteração foi causada por um erro do sistema por causa do aumento substancial de vendas do mesmo.

Confira a nota na íntegra:

Em virtude da Black Friday, a camisa da Chapecoense estava com preço promocional e, na manhã de hoje, teve suas últimas unidades vendidas (camisa II) por R$ 159,00. Com o esgotamento do produto, por uma programação de sistema, o valor retornou ao preço original R$ 249,00, junto com o alerta de indisponibilidade do produto.

Reiteramos que no momento estamos sem estoque do produto e que, em nenhum momento houve intenção de aumento do preço. Com o objetivo de sermos transparentes ajustamos manualmente o preço do produto para o valor inicial, embora o mesmo esteja indisponível.

A Netshoes lamenta profundamente o ocorrido e se solidariza com todos os familiares, torcida e amigos dos envolvidos neste episódio.