O primeiro óleo da camada pré-sal da Bacia de Santos vai ser extraído no dia 1º de maio (Dia do Trabalhador), na presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Segundo informações da Petrobras a que a Agência Brasil teve acesso, o navio-plataforma FPSO São Vicente (que produz, armazena e escoa petróleo) já se encontra no país e está sendo preparado para ser conectado ao poço 3-RJS-464, cujos trabalhos de perfuração foram concluídos e apresentaram bons resultados.

Em 1º de maio, o presidente Lula acionará o mecanismo para iniciar a produção no pré-sal da Bacia de Santos, na área conhecida como Tupi, dando início ao chamado Teste de Longa Duração (TLD).

O TLD possibilitará à Petrobras obter informações detalhadas sobre o reservatório e as condições de produção a cerca de 6 mil metros de profundidade, abaixo da camada do sal.

Construído em Cingapura, o FPSO São Vicente foi afretado pela Petrobras à empresa BWO. O navio terá capacidade de produzir até 30 mil barris/dia e ficará ancorado na profundidade de 2.170 metros.

Este primeiro poço deverá produzir entre 10 mil e 20 mil barris diários em um teste de longa duração, o que permitirá melhor conhecimento do mecanismo natural de produção da jazida e outras informações em que vão se basear os projetos definitivos da área.

A unidade vai produzir petróleo leve (de 28º API a 42º API) de excelente qualidade e maior valor comercial. Segundo a Petrobras, no pólo pré-sal da Bacia de Santos serão perfurados ainda este ano mais nove poços, que vão se somar aos dez já perfurados pela estatal nos últimos dois anos – todos com indicação da presença de petróleo e gás.

Pelo cronograma da Petrobras, está prevista para o segundo semestre de 2010 a instalação do segundo projeto na Bacia de Santos, que será um piloto de produção para 100 mil barris por dia, também na área de Tupi – a maior reserva já descoberta na região com possibilidade de existência de cerca de 5 bilhões a 8 bilhões de barris de óleo equivalente (petróleo e gás).

Para viabilizar o cronograma para o segundo semestre do ano, a Petrobras já contratou por afretamento, na empresa Modec, outro navio-plataforma, também do tipo FPSO, que está sendo convertido no Estaleiro Cosco, na China, e levará o nome de FPSO Cidade de Angra dos Reis.

Programada para chegar ao Brasil no quarto trimestre de 2010, a unidade ficará instalada em lâmina d´água de 2.150 metros e tem como meta iniciar o teste piloto em dezembro de 2010.

A embarcação será convertida a partir do navio-tanque de grande porte M/V Sunrise IV e terá capacidade para produzir 100 mil barris/dia de petróleo e 35 milhões de metros cúbicos de gás natural.