Uma jovem, Cristielane Caetano Mota Santos, de 21 anos, é mantida refém pelo ex-marido, José Elígio, 24 anos, em Aracaju, desde o começo da manhã de hoje, segundo informações da Secretaria de Segurança Pública do Estado.

De acordo com a tia da vítima, Valderez Mota, Elígio não se conformava com o final do casamento, após a vítima pedir a separação depois de sofrer agressões. “Ele foi o primeiro namorado de minha sobrinha e o casamento durou sete anos. Ela vinha sofrendo agressões e resolveu se separar há vinte dias. Ele premeditou a ação, pois pediu demissão do trabalho, onde executava serviços de eletrônica, e comprou uma arma”, comentou Valderez.

O casal tem um filho de cinco anos que estava na escola no momento em que a mãe foi dominada sob a mira de um revólver pelo ex-companheiro, em uma casa localizada no bairro Suissa. Segundo a secretaria, logo no início da manhã foi ouvido um disparo de dentro da casa. Há a suspeita de que Cristielane esteja ferida na perna.

Por volta das 16h45, a negociação continuava sendo conduzida pelo capitão da Polícia Militar, Marcos Carvalho, e pelo diretor do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), delegado Everton Santos.