O promotor de Habitação e Urbanismo Maurício Ribeiro Lopes afirmou nesta terça-feira, 17, que intimará a Prefeitura de São Paulo a revogar em até 45 dias a portaria que permite aos táxis usar os corredores exclusivos de ônibus.

Caso a ordem não seja cumprida, o Ministério Público Estadual ajuizará uma ação civil pública contra a Prefeitura. A Prefeitura informou que ainda não tem um posicionamento sobre o assunto.

Protesto.

Nessa segunda-feira, 16, taxistas fizeram uma carreata nas regiões sul e central de São Paulo para protestar contra a proibição de circular nas faixas e corredores exclusivos de coletivos na capital. O comboio foi até o Aeroporto de Congonhas e depois seguiu para a Prefeitura.