Brasília e São Paulo – Segundo reportagem publicada ontem pelo jornal O Globo, a estrutura do Ministério do Esporte está sendo utilizada para organizar a festa de aniversário do ministro Agnelo Queiroz, que completa 45 anos no dia 9 de novembro. O gabinete do ministro despachou os convites e funcionários da assessoria parlamentar do ministério os distribuíram para deputados na Câmara. A festa será na véspera do aniversário, em Brasília, com direito a show do cantor e compositor Geraldo Azevedo.

O jornal traz ainda outra informação sobre o ministério: a ex-secretária de Esporte de Alto Rendimento, a ex-jogadora de basquete Paula, a Magic Paula, diz que não deixou o governo pelo fato de o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) ter arcado com sua hospedagem em Santo Domingo, durante os Jogos Pan-Americanos, em agosto. Ela atribuiu sua saída à falta de verbas e à desorganização do ministério. Durante a entrevista, Paula chorou.

Ela disse que resolveu devolver as diárias que recebeu do Ministério do Esporte para ir ao Pan porque não usara a quantia, já que a hospedagem tinha sido paga pelo COB. Um funcionário, porém, teria dito que não era necessário prestar contas. Nesta semana, o ministério mandou reembolsar o COB. A hospedagem do ministro Agnelo Queiroz também foi paga pela entidade. Além disso, o ministro anunciou que devolveria metade das diárias recebidas indevidamente.

O líder do PT no Senado, Tião Viana (AC), comentou os recentes episódios envolvendo o Ministério do Esporte e também a ministra da Assistência Social, Benedita da Silva (que acabou devolvendo ao governo o valor das passagens aéreas para Buenos Aires, onde participou de um evento religioso). Segundo o senador, o governo precisa ser mais ágil na condução política de crises isoladas como essas para evitar desgaste.