O Ministério da Saúde autorizou hoje a liberação de R$ 16,2 milhões para sete UPAs (Unidade de Pronto-Atendimento) no Rio de Janeiro e no município de São Gonçalo, na região metropolitana da capital. As informações são da Agência Brasil.

As unidades beneficiadas ficam em Copacabana, Irajá, na Penha, em Ricardo de Albuquerque, na Ilha do Governador e no Engenho Novo. As portarias assinadas pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha, estão publicadas na edição de hoje do “Diário Oficial” da União.

Em agosto, o governo anunciou a decisão de ampliar o número de UPAs em todo o país. No último dia 23, portaria do Ministério da Saúde aumentou o valor de recursos distribuídos ao governo do Estado do Rio, para as UPAs, de R$ 154,4 milhões, por ano, para R$ 244 milhões.

No total, há 213 unidades, das quais 54 estão no Rio de Janeiro – na capital, região metropolitana, nas regiões serrana, do mar e interior. De acordo com dados do governo fluminense, as UPAs, até o mês passado, atenderam a mais de 14 milhões de pessoas.

A proposta das UPAs é funcionar 24 horas, todos os dias da semana. Há médicos, equipe de enfermagem, equipamentos de raio X, laboratórios para exames, leitos para os pacientes que precisam ficar em observação e até pequenas unidades de Terapia Intensiva.