O senador Geraldo Mesquita (PMDB-AC) anunciou nesta segunda-feira (3), em discurso no plenário do Senado, que votará a favor da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) caso o governo concorde em submeter a proposta de prorrogação do tributo a um referendo popular. Mesquita propôs que o referendo seja feito nas eleições municipais de 2008. O senador é um dos indecisos sobre a proposta de prorrogação do chamado imposto do cheque até 2011.

"Essa é uma proposta que deve ser discutida", comentou o líder do governo no Senado, senador Romero Jucá (PMDB-RR). "Acho que poderia até ser feito uma coisa mais ampla (no referendo), para se discutir também a reforma tributária", completou.