Pesquisa de opinião pública divulgada hoje pela Acirp (Associação Comercial e Industrial de Ribeirão Preto) aponta que a preocupação com a violência e a criminalidade cresceu na cidade neste ano em relação a 2011.

De acordo com o levantamento, feito desde 2009, no ano passado 25,1% dos entrevistados consideravam a falta de segurança como o principal aspecto negativo da cidade. Neste ano, esse índice atingiu 39,1%.

Ainda segundo a pesquisa, 58% da população se sente pouco segura em Ribeirão Preto (313 km de São Paulo). Outros 29,6% dos entrevistados se sentem seguros, 9,5% têm a sensação de que não há segurança alguma na cidade e apenas 1,2% da população acredita que está muito segura.

A Pesquisa de Qualidade de Vida foi inspirada em projetos já desenvolvidos em outras grandes cidades do país. O objetivo é apresentar a percepção dos habitantes sobre a qualidade de vida no município, avaliar os serviços públicos e atestar a confiança nas instituições (públicas e privadas).