São Paulo – A oficialização do prefeito de Mauá será decidida pelo Tribunal Superior Eleitoral. Na terça-feira, Leonel Damo (PV) apresentou recurso ao TSE contra a decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) paulista, que suspendeu na segunda-feira sua diplomação ao cargo ao atender a um pedido de seu adversário do PT, Márcio Chaves. Damo e Chaves travam uma disputa judicial desde outubro, quando a Justiça Eleitoral cassou a candidatura a prefeito do petista às vésperas do segundo turno das eleições. Damo foi diplomado prefeito no domingo pela juíza eleitoral de Mauá, Ida Inês Del Cid. A diplomação garantiria a posse do representante do PV no cargo, em 1.º de janeiro, mas foi suspensa na segunda-feira por uma liminar concedida pelo desembargador Paulo Shintate, do TRE.