enkontra.com
Fechar busca

Brasil

Marcos Matsunaga teve nome usado em fraude de cartão

Quadrilha comprava dados dos mortos, como CNPJ e RG, e pedia cartões

A Polícia Federal prendeu os dois principais líderes de uma quadrilha que fraudava cartões de créditos de pessoas que morreram recentemente. Entre os nomes usados pelo bando está o do diretor executivo da Yoki, Marcos Kitano Matsunaga, assassinado e esquartejado pela mulher, Elize, em maio, e do empresário Fernando de Arruda Botelho, acionista do grupo Camargo Correa que morreu em acidente aéreo no interior de São Paulo em abril.

Segundo reportagem do Fantástico deste domingo, o chefe do grupo Thiago Cortez da Costa, foi preso em Jaboatão dos Guararapes, em Pernambuco. Costa é acusado pela PF de comprar dados dos mortos, como CNPJ e RG, e ligar para operadoras de banco para solicitar cartões de crédito.

O grupo passou a ser investigado em julho, quando começou a pedir dois novos cartões em nome de Matsunaga.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

1 Comentário em "Marcos Matsunaga teve nome usado em fraude de cartão"


Doutor Hadevir Condenação
Doutor Hadevir Condenação
6 anos 10 meses atrás

brasileiro é phod…dá nó em pingo dágua usando luva de boxe

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas