Brasília (ABr) – O secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde (MS), Jarbas Barbosa, disse ontem que o levantamento em 689 sítios contaminados no Brasil mostra uma situação delicada. Mas, segundo ele, esse problema tem sido tratado ?com firmeza?, de maneira preventiva e de modo descentralizado pelo governo federal. Ele participou ontem da abertura do seminário ?Vigilância em Saúde de Populações sob Risco de Exposição a Áreas com Solo Contaminado?. O evento acontece em Brasília e vai até amanhã. ?Nós já estamos desde 2003 investindo num processo de capacitação e treinamento de pessoal, e agora vamos fazer um treinamento utilizando tecnologia de educação a distância para que possamos formar, em todas as grandes cidades brasileiras e em todos os estados, pessoas com capacidade técnica para estabelecer riscos e propor medidas que evitem aqueles riscos?, afirmou.