O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) manterá nesta semana o esquema de fiscalização reforçada nas empresas de leite de Minas Gerais. De acordo com o Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Dipoa), a fiscalização reforçada começou a ser feita nas empresas mineiras na semana passada, após a Polícia Federal (PF) deflagrar a Operação Branco que apontou fraude de mistura irregular de produtos químicos ao leite longa-vida em cooperativas de Minas Gerais.

De acordo com fonte do Dipoa, fiscais federais agropecuários começarão a ser treinados em Brasília para que as auditorias possam ser feitas. Na semana passada, o ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, divulgou mudanças no sistema de fiscalização incluindo o fim da figura do fiscal fixo e a criação de auditorias para verificar o sistema de produção das empresas.