Uma mulher foi presa em flagrante em Ibiá, na região do Alto Paranaíba, em Minas Gerais, acusada de jogar as duas filhas dentro de um rio. Até a noite desta quarta-feira, os bombeiros ainda faziam buscas por uma das crianças, de quatro meses, que continuava desaparecida. Uma menina de quatro anos foi salva.

Segundo a Polícia Militar, pessoas que moram próximas ao rio viram Silvana Pires de Souza, de 21 anos, caminhando próximo ao curso d’água com as duas crianças ontem. Pouco depois, ouviram gritos de socorro e fizeram um cordão humano para chegar até a mulher, já no meio do rio.

Uma das testemunhas contou à PM que a mulher já não estava com o bebê. Silvana concordou em entregar a menina mais velha para os moradores, que também conseguiram retirar a própria mulher da água. De acordo com a PM, Silvana estava “transtornada”. Ela foi levada para um hospital e depois encaminhada para a delegacia de Ibiá.

Segundo o delegado André Luiz de Campos, Silvana confessou o crime. Ela alegou que era “muito pressionada” e que pretendia matar as crianças e se suicidar. A suspeita foi autuada em flagrante por homicídio e tentativa de homicídio. Os bombeiros devem retomar as buscas pelo bebê amanhã.