Lisboa (Portugal) – A primeira reunião entre chefes de Estado e de governo do Brasil e da União Européia será um dos principais compromissos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta semana.

A Cúpula Brasil-União Européia começa na próxima quarta-feira (4), em Lisboa. Lula chega a Portugal pela manhã e, no dia seguinte (5), cumpre agenda em Bruxelas, na Bélgica.

Segundo o Ministério das Relações Exteriores, integram a comitiva os ministros das Relações Exteriores, Celso Amorim; da Casa Civil, Dilma Roussef; e do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge. Além do Assessor Especial da Presidência para Assuntos Internacionais, Marco Aurélio Garcia, e do presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento
(BNDES), Luciano Coutinho.

A agenda do presidente em Lisboa começa na tarde do dia 4, quando participa do encerramento da primeira Cimeira Empresarial Brasil-União Européia, que congregará empresários das duas regiões. O primeiro-ministro de Portugal, José Sócrates, estará presente à cerimônia.

Às 16 horas, Lula participa da cúpula política entre Brasil e União Européia. Pelo lado europeu, estarão o primeiro-ministro de Portugal, José Sócrates; o primeiro- ministro da Eslovênia, Janez Jansa (o país ocupará a presidência do bloco europeu depois de Portugal); o presidente da Comissão Européia, José Manuel Durão Barroso; o alto representante para política externa e de defesa comum da União Européia, Javier Solana; e o comissário de comércio da União Européia, Peter Mandelson.

Ao final do encontro, Lula e primeiro-ministro português divulgam declaração conjunta sobre a parceria estratégica entre Brasil e União Européia, que será lançada durante a cúpula.

Na quarta-feira, à noite, o presidente de Portugal, Aníbal Cavaco Silva, oferece jantar em homenagem a Lula, no Centro Cultural de Belém, com a presença de chefes de Estado e de governo europeus. Já está confirmada a ida do presidente francês, Nicolas Sarcozy; e de representantes da Itália, Alemanha, Finlândia, Hungria, Eslováquia, Letônia e Países Baixos.

O presidente parte para Bruxelas na manhã do dia 5. Lá, seu primeiro compromisso será a abertura da Conferência Internacional sobre Biocombustíveis – Lula é o convidado de honra do evento e será o único chefe de Estado presente.

Após a conferência, está prevista a assinatura de atos, divulgação de declaração conjunta, conferência de imprensa e almoço de trabalho oferecido pelo presidente da Comissão Européia, José Manuel Durão Barroso.

Às 15h30, Lula tem audiência com o presidente do Parlamento Europeu, deputado Hans-Gert Poettering, seguida da reunião com presidentes dos oito grupos políticos representados no parlamento. Participam do encontro, presidentes e secretários gerais dos oito grupos, presidentes das comissões de assuntos externos, de desenvolvimento, de comércio internacional da EU-LAT e do Mercosul.

Antes de retornar ao Brasil, Lula participa do encerramento do Seminário Brasil-Europa, Fronteiras do Futuro, organizado pela associação União Européia-Brasil.

Estarão presentes o presidente do Parlamento Europeu e o ministro das Relações Exteriores da Itália, Massimo D’Alema, que é presidente honorário da associação. A volta ao Brasil está prevista para às 18h30 de quinta-feira, horário local (13h30 pelo horário de Brasília).