O presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai se encontrar com o presidente da França, Nicolas Sarkozy, em São Jorge do Oiapoque, na Guiana Francesa. Eles discutirão acordos de cooperação nas áreas ambiental, militar, nuclear e de infra-estrutura. Durante o encontro, os dois presidentes vão lançar a pedra fundamental de uma ponte de 400 metros de extensão, orçada em R$ 38,6 milhões, sobre o Rio Oiapoque, que ligará a cidade ultramar francesa à brasileira Oiapoque (AP).

De acordo com assessores da Presidência, também está na pauta a rodada comercial de Doha e a redução dos subsídios agrícolas dos países desenvolvidos. Os dois presidentes devem discutir, ainda, acordos de defesa na Amazônia e projetos de inovação tecnológica.

De acordo com informações do Planalto, a construção de um submarino nuclear pelos dois países não é um tema ?preponderante? da agenda. Há duas semanas, o ministro da Defesa Nelson Jobim, esteve com Sarkozy. Depois do encontro, realizado em Paris, Jobim afirmou que há decisão política do presidente francês favorável à transferência de tecnologia.

Sobre a compra de equipamentos militares franceses, o ministro afirmou que as discussões em relação à aquisição de um submarino estão adiantadas, mas sobre a compra de caças é preciso definir os custos.

Na quinta-feira, Lula deverá se reunir, no Palácio do Planalto, com o vice-presidente boliviano, Álvaro García Linera, para discutir investimentos da Petrobras nos campos de gás natural da Bolívia e fornecimento do combustível ao Brasil.

Em dezembro do ano passado, o presidente brasileiro esteve em La Paz, onde acertou com o presidente Evo Morales uma ?nova agenda? de cooperação entre os dois países, especialmente nas áreas de energia e infra-estrutura. O governo boliviano pretende garantir mais investimentos na construção de estradas.