O presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), poderá fazer uma viagem a Washington, em dezembro, para encontrar-se com o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush. O convite, feito pelo governo norte-americano, foi revelado hoje pelo coordenador da equipe de transição do futuro governo, Antonio Palocci. A viagem ainda não está decidida, acrescentou Palocci, mas a possibilidade de que ela ocorra é grande e Lula quase certamente tomará uma decisão a respeito neste fim de semana.

A informação foi dada pouco depois de o assessor anunciar que a equipe do futuro governo também ?está aberta? a um convite dos representantes do Fundo Monetário Internacional (FMI) – caso estes queiram conhecer seus integrantes. Como a visita aos EUA, o assunto deve ser definido no fim de semana. Palocci fez os dois anúncios durante uma entrevista coletiva convocada para anunciar os dez novos nomes que se somarão à equipe de transição (ver ao lado).

Semi-Árido

Em outro momento da entrevista, o coordenador da equipe de transição afirmou que o agravamento da seca no Semi-Árido brasileiro deverá ser tratado no contexto do programa Fome Zero. As dificuldades financeiras para dar andamento ao programa, acrescentou ele, serão superadas pela solidariedade da população e pelo apoio de organismos internacionais como o Banco Mundial, o Banco Interamericano de Desenvolvimento e a FAO (órgão das Nações Unidas que trata da questão da alimentação).

Palocci comentou, a propósito, que na reunião da quinta-feira, em São Paulo, sobre a criação do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), foi possível perceber que haverá solidariedade, ?e isso facilitará a operacionalização do programa de combate à fome?.

O coordenador da equipe de transição, mostrando-se otimista, diz não concordar com advertências de que as dificuldades financeiras à vista, para 2003, impediriam a implantação de programas sociais, principalmente os emergenciais.

Palocci observou que 68% dos municípios brasileiros obtiveram superávit fiscal em 2001 e que isso aconteceu em 76% das prefeituras petistas. ?É possível construir projetos sociais, mesmo em situação de restrição?, destacou.

Ele reafirmou que o novo governo adotará políticas dirigidas de desenvolvimento, principalmente voltadas para o aumento das exportações, e fará um ?trabalho minucioso de substituição competitiva de importações?.

Na próxima semana, disse ainda, os técnicos da equipe de transição deverão dedicar-se a visitas a vários Ministérios pelo menos metade deles -, onde serão obtidas informações para os relatórios técnicos que serão oferecidos pelos cinco grupos de trabalho ao presidente eleito, até o final de novembro. Palocci adiantou ainda que, para a próxima semana, já estão agendadas visitas aos Ministérios da Fazenda, do Desenvolvimento  Planejamento e Educação.

Ao final, ele desconversou sobre os temas que estavam na agenda do jantar entre Lula e o presidente Fernando Henrique, marcado para a noite, limitando-se a dizer que Lula não deveria passar o fim de semana em Brasília. ?Acredito que Lula não passará o fim de semana em Brasília. Tenho quase certeza de que ele não ficará aqui?, comentou Palocci.