Brasília – O líder do governo no Senado, Aloizio Mercadante (PT-SP), disse ontem que a reforma ministerial que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva irá fazer já está pronta, mas evitou divulgar os nomes e a data para as mudanças. “Já está tudo definido e escolhido, ele (Lula) tem todos os nomes na cabeça”, afirmou Mercadante ao ser questionado se as negociações sobre a reforma na Esplanada estariam emperrando os acordos sobre a reforma tributária no Senado. O senador disse que o presidente Lula não divulgou os nomes dos futuros ministros nem as pastas que serão reformuladas, mas deu a entender que este é um problema que já foi equacionado pelo Palácio do Planalto. Um dos objetivos da reforma é dar pelo menos dois ministérios ao PMDB que, apesar de integrar a base aliada do governo no Congresso e estar desempenhando o papel de fiel da balança em favor do governo em votações importantes, ainda não tem um lugar na equipe de governo. Lula disse que faria a reforma ministerial só após a aprovação das reformas pelo Senado.