Lula inicia nomeações para estatais do setor elétrico

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva oficializa nesta quarta-feira (1.º) o convite para o ex-prefeito do Rio de Janeiro Luiz Paulo Conde assumir a presidência de Furnas Centrais Elétricas. O ministro interino de Minas e Energia, Nelson Hubner, participa da reunião, que servirá para marcar o início do pacote de nomeações nas estatais do setor elétrico, exatamente no fim do recesso parlamentar, com o objetivo de retomar as negociações com o Congresso Nacional para a prorrogação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) e da Desvinculação das Receitas da União (DRU).

Com a nomeação de Conde – antiga reivindicação da bancada do PMDB na Câmara – o governo espera que se alivie o ambiente político abrindo caminho para que deputados e senadores prorroguem até 2011 a validade da CPMF e da DRU, dois dispositivos constitucionais que vencem em dezembro. A preocupação do governo é com a pressão de governadores e prefeitos, estimulados por fatias do PMDB, para a repartição de recursos da CPMF, o "imposto do cheque", com Estados e municípios.

A partilha dos recursos é considerada catastrófica pelo Planalto mas foi aceita pelo deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), relator da emenda constitucional que renova a CPMF e a DRU e padrinho político da indicação de Conde para Furnas. Além de Conde, serão nomeados nos próximos dias os apadrinhados para as diretorias da Eletrobrás, Eletronorte, Eletrosul, Petrobrás e BR Distribuidora. O único petista que deve entrar nessa leva é José Eduardo Dutra, ex-presidente da Petrobrás, indicado para comandar a BR Distribuidora.

Voltar ao topo