O presidente Luiz Inácio Lula da Silva considerou nesta sexta-feira (14) que a ministra do Turismo, Marta Suplicy, seria uma boa candidata à Prefeitura de São Paulo. "Certamente todo mundo sabe que Marta é uma boa candidata, mas ainda desconhecemos uma decisão da ex-prefeita de São Paulo", afirmou. Lula disse que só tem o poder de convocar e tirar ministros, e que se os ministros quiserem deixar o governo para disputar algum cargo farão por decisão unilateral. Lula disse que quem poderia falar sobre as decisões de Marta seria o presidente nacional do PT e deputado federal (SP), Ricardo Berzoini.

Berzoini, que estava no evento do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) com Lula em Araraquara, interior de São Paulo, disse que não poderia confirmar nem desmentir uma possível candidatura de Marta, mas afirmou que ela seria o melhor nome do partido para candidatura à Prefeitura. Berzoini disse que falou com Marta há duas semanas, mas ela ainda não havia decidido.

Já sobre a candidatura a vereador pelo PT por São Bernardo do Campo de seu filho, Marcos Claudio Lula da Silva, Lula em princípio condenou a decisão, mas em seguida disse que não pode ser contra um filho de 36 anos ser candidato. "Eu vou conversar com ele hoje. A eleição para vereador talvez seja a mais difícil mas se ele tiver vontade de ser e não esperar que eu faça campanha, pode ser a vontade." Ainda sobre as eleições municipais deste ano, o presidente disse que não irá subir em palanque em cidades onde a base aliada do governo tiver mais de um candidato a prefeito "porque o rescaldo depois eu sofro em Brasília".