Brasília – O presidente Luiz Inácio Lula da Silva determinou ontem a unificação dos programas de transferência de renda existentes no Brasil, com o objetivo de aumentar a eficácia da ação governamental voltada para a parcela mais carente da população. Segundo o porta-voz da Presidência da República, André Singer, foi constituído grupo de trabalho, coordenado pelo Ministério da Assistência Social, destinado a detalhar as formas de implementação para as regras de transição entre os programas existentes hoje e o novo formato unificado. Lula sugeriu duas ações diretas para unificar os programas do governo: a constituição de cadastro único dos cidadãos beneficiados pelos programas e a criação de um cartão único de seguridade social. O porta-voz garantiu, porém, que todos os brasileiros que hoje recebem os benefícios continuarão a ser atendidos pelo governo.