O ministro da Secretaria Geral da Presidência, Luiz Dulci, informou em entrevista à rádio Itatiaia, que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva "desautorizou expressamente qualquer iniciativa que vise a permitir a possibilidade de um terceiro mandato". "Eu entendo que, ao se dizer contrário e desautorizar expressamente, ele está dizendo também que qualquer parlamentar que tomar iniciativa nesse sentido está prejudicando o País e o próprio presidente. O presidente é contrário ao 3º mandato não apenas porque a Constituição diz que não deve haver, que é uma reeleição só e basta. É a convicção dele, não é só porque está escrito na Constituição, ele tem a convicção de que não é bom para o País", disse Dulci.

De acordo com ministro, Lula teria uma preferência por acabar com a reeleição e ter um mandato de cinco anos, mas que não enviará um projeto de lei tratando disso em nenhuma hipótese. "Ele já disse que em primeiro de janeiro de 2011, ele entregará o cargo a seu sucessor, àquele que vier a ser eleito em 2010, e que ele não será em hipótese nenhuma candidato. Na minha opinião qualquer parlamentar da base do governo que tomar iniciativa nesse sentido, estará prejudicando o próprio governo", afirmou Dulci.