O Ministério de Minas e Energia (MME) informou nesta terça-feira (29), por intermédio de sua assessoria de imprensa, que a razão do adiamento do leilão da usina hidrelétrica de Jirau, no Rio Madeira, foi a necessidade de o governo dar tempo às empresas interessadas para formarem consórcios.

O ministério encaminhou nesta terça uma portaria à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) determinando que o leilão fosse adiado de 12 de maio para 19 de maio. Com isso, o cumprimento do cronograma para apresentação de documentos também poderá sofrer atrasos.