Belo Horizonte (AE) – O deputado federal eleito Juvenil Alves (PT) foi diplomado ontem em Belo Horizonte (MG). Alves recorreu ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para suspender uma liminar do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) que proibia sua diplomação. O ministro Cezar Peluso, do TSE, em sua decisão, observou que a Lei das Inelegibilidades somente após o trânsito em julgado da declaração de inelegível é que permite ?negar ao candidato o registro, ou cancelado, se já tiver sido feito, ou declarado nulo o diploma, se já expedido?.

No dia 23 de novembro, Juvenil Alves foi preso pela Polícia Federal (PF) durante a Operação Castelhana, sob a acusação de, na condição de advogado, ajudar empresários a sonegar impostos.