Brasília – Em reunião que durou cerca de duas horas e meia, o ministro da Defesa, Nelson Jobim, apresentou nesta terça-feira (4) ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva um plano para evitar uma crise nos aeroportos brasileiros no período da alta temporada, que vai de 21 de dezembro a 15 de março.

De acordo com o Ministério da Defesa, o pacote de medidas prevê aumentar a tarifa que as companhias pagam para estacionar os aviões no Aeroporto de Guarulhos (SP). A idéia é que as empresas procurem deixar os aviões parados em aeroportos menos movimentados, como o do Galeão, no Rio de Janeiro.

Para diminuir os atrasos de vôos, o ministério estuda também aumentar progressivamente as tarifas de pouso. Com isso, as companhias que atrasarem a saída do avião terão de pagar mais. As medidas precisam do aval do presidente Lula.

Segundo a Presidência da República, participaram também da reunião, no Palácio do Planalto, a ministra Dilma Rousseff, chefe da Casa Civil, e representantes da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero) e da equipe econômica.