O fazendeiro João Alvino Malta Brandão Filho, o Joãozinho Malta, irmão da ex-primeira-dama do País, Rosane Collor, foi preso nesta quinta-feira (1/11) após o cumprimento de um mandado de busca e apreensão em sua propriedade, a Fazenda Raimundo, em Canapi, a 254 quilômetros de Maceió. O fazendeiro já responde acusação por tráfico de entorpecentes. No local, a Polícia Civil encontrou mais de dez armas, entre revólveres, pistolas e espingardas e mais de 100 munições.

Além dele, o seu sogro, Euzébio Lima Piauí, e um empregado, José Damião Francisco dos Santos, também foram presos. De acordo com o delegado Rodrigo Cavalcanti, a polícia chegou ao empresário depois que foi descoberta uma plantação de maconha na propriedade de um cidadão conhecido como Zé de Alcides. Após a prisão, Alcides apontou Joãozinho Malta como sócio na atividade ilegal. No entanto, ao ser ouvido pela polícia, o fazendeiro negou qualquer sociedade com Alcides.

Em 1990, Joãozinho Malta foi acusado de atirar no prefeito de Canapi. Três anos antes, ele foi apontado como o autor do assassinado o genro do prefeito de Mata Grande, José Maurício Sobrinho. Quando a irmã Rosane Collor de Mello – hoje separada do senador Fernando Collor (PTB) – já não era mais primeira-dama do País, Joãozinho foi preso acusado de tráfico de maconha, mas depois fugiu e só agora foi recapturado.